Você está sendo uma pessoa toxica?

Você já se perguntou se você é uma pessoa tóxica? Esse tipo de pessoa encontra-se em todos os lugares, todos os dias.

São pessoas capazes de “sugar” sua energia, levando a exposições constantes de negativismo, te deixando confuso, física e mentalmente debilitado, podendo muitas vezes resultar em depressão e ansiedade.

Geralmente são pessoas frustradas e não sabendo lidar com essa frustração, projetam a negatividade em pessoas que estão em sua volta (leia aqui outro tópico sobre A Química do Pensamento Negativo), ou seja, em vez de se apropriar de seus sentimentos, eles são mais propensos a culpá-lo como fonte. Isso pode ser tão simples como “Você está com um mau humor o dia todo”, ou “A sua atitude está realmente me derrubando”.

Lembre-se, essa manipulação psicológica não tem nada a ver com você. É tudo sobre eles. Sempre foi e continuará sendo.

De acordo com a matéria de Março/2017 da revista eletrônica Psiconlinebrasil, existem 8 passos para identificarmos pessoas tóxicas. Estes passos podem ser verificados a seguir.

  1. As que estão sempre criticando:

    Por alguma razão, muitas das pessoas tóxicas veem vantagem ao criticar a vida dos outros. Geralmente essas pessoas têm uma baixa autoestima, uma visão distorcida de si mesmas e uma forte necessidade de se sentirem superiores.

    É claro que todo mundo precisa de alguém que de vez em quando lhe diga aquilo que ”precisamos ouvir”, pois precisamos de críticas construtivas em nossas vidas, mas as críticas tóxicas fazem exatamente o oposto e nunca devem ser toleradas. Portanto, não tolere esse tipo de comportamento.

  2. As que só nos fazem perder tempo:

    Pessoas tóxicas muitas vezes mendigam atenção em todos os lugares que vão, e isso pode tomar uma boa parte do nosso tempo. Elas desperdiçam o nosso tempo enquanto temos várias outras coisas para fazer, muitas vezes estão cientes disso e mesmo assim continuam com a conversa fiada.

    Por isso é necessário que estabeleçamos limites para esse tipo de pessoa, caso contrário entraremos em uma armadilha difícil de escapar, porque sempre quando essa pessoa avistá-lo, vai querer tirar um pouco (ou muito) do seu tempo.

  3. As que só trazem decepções:

    Como criaturas falíveis, todos nós em algum momento de nossas vidas iremos falhar e decepcionar alguém, talvez isso ocorra mais de uma vez – e está tudo bem, a menos que isso se torne um hábito ou um comportamento tóxico.

    Se alguém em sua vida estiver nesse ciclo doloroso, então é hora de fazer uma dessas duas coisas:

    1. Conversar com ela e dizer que não vai mais tolerar esse tipo de comportamento;
    2. Se afastar dessa pessoa para sempre.

  4. As egocêntricas:

    Muitas pessoas tóxicas têm uma inclinação para egocentrismo. Tudo parece girar em torno delas e isso nunca para. A maioria delas está sempre tentando opinar sobre os seus relacionamentos, escolhas, decisões, etc.

    O melhor que podemos fazer nesse caso é se afastar deste tipo de pessoa, uma vez que elas dificilmente mudarão de comportamento.

  5. As que são indiferentes a tudo:

    O quinto tipo de perfil tóxico se refere àquele tipo de pessoa que, independentemente da clara atitude de indiferença que ela manifesta por nós, ainda assim permitimos que ela permaneça em nossas vidas.

    Nesse caso precisamos reconhecer que nem todas as pessoas que amamos/gostamos irão gostar de nós também, e que é um erro continuar alimentando um relacionamento que não é recíproco. “O tempo cura todas as feridas” é um axioma que certamente se aplica neste caso.

    Você não pode forçar outra pessoa a se importar com você. Talvez a melhor opção seja deixá-la partir.

  6. As que são extremamente invejosas:

    Não há mal algum sentir um pouco de inveja de vez em quando, no entanto, quando alguém está sempre dominado por este sentimento, fica difícil manter um relacionamento. Esse tipo de pessoa quase nunca é grata pelo que tem na vida e deixa isso bem claro para todo mundo. Ela fala mal e sente inveja de qualquer pessoa que seja bem sucedida.Se você se tornar bem sucedido em algo, ela imediatamente irá se voltar contra você. Obviamente que o comportamento desta pessoa é tóxico e seria bom que você tire um tempinho para reconsiderar o seu relacionamento com ela.

  7. As que são negativas com tudo:

    O subtítulo já é autoexplicativo. Esse é o tipo de pessoa que sempre está chateada com algo ou alguém. Ela se demonstra negativa até com relação a situações que são completamente inofensivas.

    Quando estamos perto delas ficamos muito mais propensos a desenvolver um estado de espírito negativo, a energia delas é tão potente e permanente que afeta todos ao seu redor.

    É preciso que você saia da presença dessa pessoa ou que pelo menos evite ter contato com ela.

  8. As vitimistas:

    Elas se recusam assumir a responsabilidade por aquilo que fazem, são pessoas rancorosas que estão sempre discutindo. Transferem a culpa para outras pessoas e têm a mentalidade e comportamento de uma vítima, quando na verdade só estão fazendo o papel de vítima, isso não é apenas o indicador de uma pessoa infantil, mas também é sinal de uma pessoa tóxica.

    Ninguém quer estar perto de alguém que se recusa assumir a responsabilidade por si mesmo.

Daí você deve estar se perguntando… Como assim eu sou uma pessoa tóxica? A minha companhia não é boa? Em certos momentos da nossa vida nos deixamos levar pelas coisas negativas que está a acontecer-nos e passamos a viver vinte quatro horas com essa energia negativa. Sem que nos apercebamos já estamos a passar essa energia para as pessoas que nos rodeiam, deixamos de ser quem éramos e passamos a nos queixar mais. Calma! Isso tem cura.

Basta que você reconheça e queira mudar. Mudar a visão, o foco, ter outro olhar sobre a vida e sobre as pessoas ao seu redor, assumir que você também erra e não somente as pessoas e que todos somos falhos, mas que podemos nos reerguer e seguir em frente, perdoar e se sentir perdoado. Guardar mágoas e rancor, sempre será um peso para nossas vidas e isso apenas nos fará mal. Tente fazer um exercício de relaxamento, meditação, yoga. E sempre que possível fazer uma psicoterapia para trabalhar as questões de negatividade em sua vida.

 

 

Faça um Comentário