A Química do Pensamento Negativo

Crer que algo vai dar errado e viver uma situação de estresse dispara um gatilho hormonal no cérebro. É como se o órgão percebesse que algo ruim está por vir e preparasse o corpo, mantendo-o em estado de hipervigilância.

Isso afeta a glândula timo, responsável pela produção de células de defesa. Para se renovar, dependerá de serotonina, um neurotransmissor produzido pelo cérebro, responsável pela felicidade, bem-estar e pensamento positivo.

O pensamento negativo também pode começar com distúrbios na glândula adrenal (acima dos rins), que é responsável pela produção de noradrenalina. Esta, por sua vez, responde pelo comportamento de ansiedade antecipatória, que também pode ser controlada,a além do cortsol (hormônio da ansiedade).

Riscos à Saúde

  • O pessimista tem o sistema imunológico enfraquecido
  • Mais chances de desenvolver problemas gástricos, dores musculares, arritmia e taquicardia
  • Costuma estar associado a depressão ou ansiedade
  • Conseguem supervalorizar e até manter um quadro de dor crônica (hérnia de disco ou dores nas costas, por exemplo)

Tratamento

Dependendo da gravidade dos sintomas, o paciente só supera a situação com terapia e medicamentos.

Faça um Comentário